O concurso que vai reconhecer os melhores chocolates artesanais do Brasil está na fase final. Até sexta (27), os sete produtos finalistas serão submetidos à degustação às cegas pelo júri popular e à avaliação da história da produção.

O “Prêmio CNA Brasil Artesanal 2021 – Chocolate” é promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em parceria com o Centro de Inovação do Cacau (CIC) e com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac).

Na prova às cegas, em que o avaliador degusta o chocolate sem a identificação do produto, são analisados itens de qualidade que considera atributos de sabor para o cacau e chocolate, como por exemplo, a acidez, amargor, adstringência, doce, frutas frescas e qualidade global.

Junto com as amostras dos chocolates, os produtores tiveram que enviar um texto com a descrição da sua produção e elaboração do alimento.

No quesito “história do produto”, a comissão julgadora observou o conhecimento tradicional, contribuição para a autonomia econômica do produtor, aspecto diferencial, característica inovadora e representatividade.

Ao final, serão premiados os cinco melhores chocolates artesanais do Brasil entre os finalistas: Para chegar a final, os chocolates inscritos no concurso passaram por uma criteriosa avaliação sensorial de especialistas degustadores. Segundo a gerente de qualidade do CIC, Adriana Reis, que coordenou essa etapa, o prêmio demonstra o potencial do chocolate brasileiro.

“O concurso é uma ótima estratégia para agregação de valor para o chocolate artesanal do Brasil. Traz visibilidade e inserção das marcas no cenário nacional. O país vive hoje um momento importante para o cacau e para o chocolate que vem se destacando e ganhando prêmios nacionais e internacionais pela qualidade.”

Ela ressalta que o consumidor está descobrindo as marcas e conhecendo as histórias das origens. “O chocolate artesanal preza pela pureza dos ingredientes, pelo sabor singular e pelo uso de tecnologias alternativas que valorizam a qualidade da amêndoa. O concurso reconhece o trabalho dos produtores e tudo que está por trás deste produto mágico que é o chocolate”.

O prêmio tem apoio do Programa Compre do Pequeno do Sebrae. Alimentos artesanais – Essa é a terceira edição do Prêmio CNA Brasil Artesanal. O produtor do chocolate mais votado receberá R$ 6.000 e o título de vencedor do “Prêmio CNA Brasil Artesanal 2021 – Chocolate”. O segundo colocado receberá R$ 4.000. O terceiro, quarto e quinto colocados receberão certificados de participação e R$ 2.500, R$ 1.500 e R$ 1.000, respectivamente.

Em 2019, a primeira edição reconheceu os cinco melhores chocolates artesanais do Brasil produzidos por mulheres. Em 2020, foi a vez de conhecer os melhores salames artesanais do Brasil. Para fomentar esse tipo de produção de alimentos, o Sistema CNA/Senar desenvolve o programa de Alimentos Artesanais e Tradicionais. Um dos pilares é a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) gratuita para as agroindústrias artesanais.

Fonte: CNA